Filtros

Continente

País

    1901 - O melhor do BUTÃO

    Tipo: Circuito
    Inicia em: Kathmandu
    Duração: 15 dias
    Termina em: Kathmandu
    Cidades: Kathmandu, Paro, Timphu, Punakha, Bumthang

    Itinerário

    Circuito PRIVADO em Inglês | 20 refeições incluídas
     
    ITINERÁRIO (Resumo):
    1º dia – Portugal / Kathmandu (avião)
    2º dia – Chegada a Kathmandu
    3º dia – Kathmandu / Paro (avião) / Timphu
    4º dia – Timphu (visitas)
    5º dia – Timphu / Punakha
    6º dia – Punakha / Bumthang
    7º dia – Bumthang (visitas)
    8º dia – Bumthang (visitas)
    9º dia – Bumthang / Punakha
    10º dia – Punakha (visitas)
    11º dia – Punakha / Paro
    12º dia – Paro (visitas)
    13º dia – Paro / Kathmandu (avião)
    14º dia – Kathmandu / Portugal (avião)
    15º dia –
    Chegada a Portugal
     
    Legenda (P, A, J)
    P = Pequeno-almoço   A = Almoço   J = Jantar
     
    1º dia – PORTUGAL  KATHMANDU (-, -, -)
    Embarque para Kathmandu, com mudança de avião em rota. Noite a bordo.
     

    2º dia – Chegada a KATHMANDU (-, -, -)
    Chegada e transporte ao hotel. Resto do dia livre. Alojamento.
     

    3º dia – KATHMANDU PARO / THIMPHU (P, A, J)
    Pequeno-almoço no hotel. Em hora a indicar localmente, transporte ao aeroporto, formalidades de embarque e partida com destino a Paro. O voo para Paro é um dos mais espectaculares do mundo que se podem fazer na região dos Himalaias, ora sendo voado desde o vale de Kathmandu, ou entrando desde Calcutá, a viagem oferece fascinantes vistas e uma espectacular descida até à cidade de Paro. À sua chegada ao aeroporto de Paro, notará o ar frio, fresco e limpo das montanhas que rodeiam a cidade. Depois das formalidades de chegada, saída para Thimphu, a capital do Butão. Após almoço, visitamos um Memorial (estupa), construído em 1974, em memória do terceiro Rei, Sua Majestade Jigme Dorji Wangchuck. A estupa é um monumento construído sobre os restos mortais (geralmente cremados) de uma pessoa importante dentro da religião budista. Visita a Changangkha Lhakhang, um antigo templo, construído no séc. 13 por Lam Phajo Dugom Zhigpo. Visita a Reserva Takin, onde podemos observar o animal nacional do Butão. Ao final da tarde, visita a Tashichho Dzong, uma fortaleza religiosa. Visita também às casas de Tashichho Dzong, o secretariado de sua majestade e o Centro de Monges. É possível observar o edifício da Assembleia Nacional a partir deste ponto. Alojamento.
     

    4º dia – THIMPU (P, A, J)
    PENSÃO COMPLETA. Saída para visita à Biblioteca Nacional (fechado às 4as feiras), criada em 1960, onde se pode encontrar uma vasta colecção de antigos manuscritos budistas e algumas colecções de livros. Visita ao Instituto Zorig Chusum (conhecido normalmente como a Escola de Pintura), onde podemos observar crianças aprendizes e praticantes das antigas artes e ofícios do Butão. Zorig Chusum significa literalmente “as treze artes e ofícios tradicionais”. Visite o Museu Têxtil, que providencia uma excelente introdução sobre as técnicas e vários estilos de roupa no país, com exibições da vestimenta nacional masculina “Gho” e feminina, “Kira”. De sexta a domingo, é possível visitar o mercado de vegetais que se realiza ao fim-de-semana. A passagem pelo mercado permite-nos interagir com os locais e ter acesso a produtos locais e a artesanato local.
     

    5º dia – THIMPHU / PUNAKHA (P, A, J)
    PENSÃO COMPLETA. Saída em direcção a Punakha. Durante o percurso, paragem em Dochula. Deste local poderemos, se as condições atmosféricas permitirem, deslumbrar-nos com as vistas. Em Dochula, encontramos o grupo Namgyel Khangzang, 108 estupas em espiral que vão de encontro à estupa principal - Druk Wangyal Khangzang. Sua majestade, a Rainha-mãe, Ashi Dorji Wangmo Wangchuck, mandou construir estas estupas, como um tributo ao Quarto Rei, Sua Majestade Jigme Singye Wangchuck. Estas estupas são uma celebração de estabilidade e progresso. Passamos por Sopsokha, onde podemos caminhar cerca de 20 minutos, pelos campos de arroz, até ao Mosteiro Chimi Lhakhang, construído por Lama Drukpa Kuenley (também conhecido como o Divino Homem Louco do Oeste). Existe uma crença que diz que mulheres sem filhos que visitem o mosteiro, irão dar à luz, depois de receberem a “bênção”. Abençoados por um clima temperado e acompanhado pelos rios de Phochu e Mochu, encontra-se o vale de Punakha. Aqui tomaram lugar vários acontecimentos históricos, foi capital do Butão de 1651 até 1956. O primeiro Rei, Gongsar Ugyen Wangchuck, foi aclamado aqui em 1907 e a primeira Assembleia tomou também aqui lugar em 1955. É o local de residência de Sua Santidade, Je Khenpo (Chief Abbot of Bhutan) e Zhung Dratshang, o responsável do Centro de Monges, durante o inverno. Alojamento.
     

    6º dia – PUNAKHA / BUMTHANG (P, A, J)
    PENSÃO COMPLETA. Saída em direcção a Bumthang. Pequena paragem em Wangduephodrang, que divide o Butão ocidental do Butão central. Atravessamos a ponte de Nikka Chu, para entrar na zona de Trongsa, no Butão Central. Depois de atravessar, encontramos a estupa Chendebji  construída no séc. 19. Visita a Trongsa Dzong, uma fortaleza construída em 1647 por Zhabdrung Ngawang Namgyel. Esta fortaleza é um labirinto de templos, corredores e salas. Uma verdadeira obra de arte da arquitectura. Continuação para Bumthang, pelo caminho de Yotong La Pass, uma passagem pitoresca, com passagem pelas bandeiras de oração, cada uma delas feitas e pintadas à mão por artesãos do Butão. Pequena paragem em Zungney, onde se produz Yathras, lençóis ou panos de um tecido fabricado à mão e típico do Butão. Chegada a Bumthang. Bumthang é uma das cidades mais espectaculares do Butão e também o coração do Budismo. Aqui, grandes professores do Budismo meditavam. Guru Rimpoche, que é uma espécie de buda desta região, iniciou-se aqui. Alojamento.
     

    7º dia – BUMTHANG (P, A, J)
    PENSÃO COMPLETA. Visita ao templo e mosteiro Jambay Lhakhang. Este mosteiro foi construído no séc. 7 por um Rei Tibetano, Songtsen Gampo. A sua apresentação actual, apresenta traços de arquitectura do início do séc. 20. Visita a Kurjey Lhakhang, uma junção de três templos. Um deles foi construído em 1652, nas rochas onde Guru Padmasambhava, meditava no séc. 8. O Templo do meio é construído no local de uma caverna que contém uma rocha com a marca do corpo do Guru. O terceiro templo foi construído em 1990 por Sua Majestade, Ashi Kesang Wangmo Wangchuck. Visita a Jakar Dzong. De acordo com a lenda, em 1549, os lamas (professor/titulo honorífico de alguns monges) juntavam-se para decidir o local onde iriam construir um mosteiro. Nesse momento observaram um grande pássaro branco a pousar numa colina. Isto foi interpretado como um sinal e foi assim escolhido o lugar do mosteiro Jakar Dzong, cujo nome significa o “Castelo do Pássaro Branco”. Tamshing Lhakhang é um templo que foi fundado em 1501 por Terton Pema Lingpa, reincarnação de Guru Padmasambhava. O mosteiro tem muitas pinturas antigas religiosas, como por exemplo 1,000 Budas e as vinte e uma Tara, a forma feminina de Buda. O templo foi restaurado no final do séc. 19. Alojamento.
     

    8º dia – BUMTHANG (P, A, J)
    PENSÃO COMPLETA. Saída para excursão a Tang ou a Ura.
     
    Tang é a vila mais remota de Bumthang. De Jakar são 10 kms de carro, passando por quintas de de ovelhas de Dechenpelrithang. Passamos por Chel, o local de nascimento de Pema Lingpa (conhecido budista), onde existe uma estupa em sua memória. Do lado da montanha encontra-se Kunzandrak goemba, é um mosteiro budista fundado por Pema Lingpa. Chegada a Tang e caminhada até ao Palácio Ugyenchholing, que foi convertido em Museu. Após visita ao museu, visita a Merbartsho (o lago que queima). Segundo a lenda, o budista Pema Lingpa, teve uma visão sobre tesouros sagrados escondidos no lago. Para provar a veracidade das suas visões tentou encontrá-los. Um dia mergulhou no lago levando consigo uma típica lamparina budista acesa. E quando reemergiu trazia consigo um cesto, um rascunho em papel e a lamparina permanecia acesa na sua mão. Desta lenda nasceu o nome do lago. Este é um dos locais principais de peregrinação budista. Alojamento.
     

    Visita de dia inteiro a Ura, sudeste de Jakar, que é um dos vales mais altos de Bumthang. O vale de Ura tem cerca de 48 km e fica a cerca de 1h e meia da cidade principal. Espaços grandes e abertos caracterizam o vale que se encontra na sombra de Thrumsingla Pass, o caminho que separa o este da parte oeste do Reino. A vila de Ura e o seu mosteiro são incrivelmente charmosos. Conjuntos de casas e ruas antigas, dão uma sensação de estilo medieval, criando um ambiente muito atractivo. Alojamento.
     

    9º dia – BUMTHANG / PUNAKHA (P, A, J)
    PENSÃO COMPLETA. Saída em direcção a Punakha. Passamos no caminho pelo Museu de Trongsa, uma antiga Torre de vigia que se tornou um museu. Foi construída por Chogyal Minjur Tempa, o primeiro Governador de Trongsa. Permite ao visitante uma introspecção sobre Trongsa na história do Butão. Alojamento.
     

    10º dia – PUNAKHA (P, A, J)
    PENSÃO COMPLETA. Saída em direcção a Nezergang e subida de 1h30 minutos até Khamsum Yueley Namgyel. Khamsum Yueley Namgyel é uma estupa, construída pela Rainha-mãe, Sua Majestade Ashi Tshering Yangdon Wangchuck em 1999, em nome da protecção do país e paz mundial. Visita Punakha Dzong, uma antiga fortaleza monástica, localizada na junção dos rios Pho Chu e Mo Chu; construída em 1637 por Zhabdrung Ngawang Namgyel. O Dzong, que é uma construção típica dos Reinos Budistas, detinha simultaneamente funções de centro religioso, militar, burocrático e administrativo de determinada região. Era aqui que o sistema de dualidade de governo era introduzido até início do séc.17 e onde os butaneses coroavam os seus reis. Alojamento.
     

    11º dia – PUNAKHA / PARO (P, A, J)
    PENSÃO COMPLETA. Saída em direcção a Paro. Chegada e visita a Rinpung Dzong, uma fortaleza, construída por Zhabdrung Ngawang Namgyel em 1646. No final do vale encontramos as ruinas de Drugyel Dzong (antiga fortaleza e mosteiro budista). Foi provavelmente construída também por Zhabdrung Ngawang Namgyel para comemorar a vitória aos invasores tibetanos. A caminho da cidade de Paro, visita a Kyichu Lhakhang. Kyichu Lhakhang é um importante templo do Butão e pensa-se que terá sido construído por Songtsen Gampo, do Tibete. Acredita-se que aqui se encontra o pé esquerdo de um ogre gigante e que o seu pé era tão grande que ocuparia o Butão e ainda uma parte do Tibete Oriental. Este monumento é um dos 108 templos que foram construídos todos no mesmo dia a pedido do Rei Tibetano, assim reza a lenda. Alojamento.
     

    12º dia – PARO (P, A, J)
    PENSÃO COMPLETA. Saída para visita ao Mosteiro Taktsang, que significa “Ninho do Tigre”, é construído à volta de uma espécie de caverna onde Guru Rimpoche (também conhecido como Guru Padmasambhava) meditava. Para os locais é visto como um lugar de peregrinação, mas para um turista uma caminhada até ao topo do lado oposto ao mosteiro é algo imperdível e místico. A Lenda diz que Guru Rimpoche voava do mosteiro às costas de um Tigre e meditava na caverna. Alojamento.
     

    13º dia – PARO  KATHMANDU (P, -, -)
    Pequeno-almoço no hotel. Em hora a indicar localmente, transporte ao aeroporto, formalidades de embarque e partida com destino a Kathmandu. Chegada, assistência e transporte ao hotel. Resto do dia libre. Alojamento.
     

    14º dia – KATHMANDU  PORTUGAL (P, -, -)
    Pequeno-almoço no hotel. Em hora a indicar localmente, transporte ao aeroporto, formalidade de embarque e partida com destino a Portugal, com mudança de avião em rota. Noite a bordo.


    15º dia – Chegada a PORTUGAL
     
    Legenda (P, A, J)
    P = Pequeno-almoço   A = Almoço   J = Jantar

     
    Fim dos nossos serviços.

    Datas, Preços, Suplementos

    DIAS de PARTIDA: DIÁRIOS (a reconfirmar)
    Os dias de partida poderão variar dependendo da alteração dos dias de operação dos voos de Kathmandu para Paro.
     
    Preço por pessoa segundo ocupação no quarto (mínimo 2 participantes):
     
    HOTÉIS PREVISTOS ou SIMILARES: 
    KATHMANDU – Hotel Radisson Kathmandu
    TIMPHU – Hotel Phuntsho Pelri ou Hotel Tashi Yoedling ou Hotel Amodhara ou Hotel Kisa ou Hotel Gakyil ou Hotel Galingkha
    PUNAKHA – Hotel Zhingkham Resort ou Hotel Khuru Resort ou Hotel Damchen Resort ou Hotel Zangtopelri ou Hotel Meri Puensum Resort
    BUMTHANG – Hotel Ugyen Ling ou Hotel Peling ou Hotel Yugharling Resort ou Jakar Village Lodge ou Kaila Guest House ou River Lodge ou Mountain Lodge
    PARO – Hotel Olathang ou Hotel Tenzinling Resort ou Hotel Bhutan Mandala Resort ou Hotel Dewachen Resort ou Hotel Khangkhu Resort ou Hotel Namsay Choling Resort
     
    PERÍODO 4 Pessoas
    (2 Duplos)
    TRIPLO * DUPLO SINGLE
    01/03/19 a 31/05/19 3 835,00 € 3 820,00 € 4 215,00 € 4 925,00 €
    01/06/19 a 31/08/19 3 355,00 € 3 335,00 € 3 705,00 € 4 415,00 €
    01/09/19 a 30/11/19 3 835,00 € 3 820,00 € 4 215,00 € 4 925,00 €
    01/12/19 a 31/12/19 3 355,00 € 3 335,00 € 3 705,00 € 4 415,00 €
     

    Nota*: Os quartos triplos, são compostos por 1 ou 2 camas, mais 1 cama extra. As condições de conforto são menores do que as dos quartos duplos. A reserva de um quarto triplo, implica a aceitação deste facto.
     

    Nota 1: No Butão não existe classificação hoteleira e a maioria dos hotéis existentes são simples e modestos; os nomes dos hotéis só serão reconfirmados após a confirmação da reserva.
     

    Nota 2: Este programa foi calculado com base numa tarifa aérea negociada com a companhia aérea QATAR AIRWAYS e DRUK AIR. Caso não haja disponibilidade de lugares nessa tarifa, ofereceremos uma alternativa ou no escalão tarifário seguinte, ou noutra companhia aérea, mediante um suplemento a informar. A classe de reserva que serve de base ao programa é a classe “N”.
     

    SUPLEMENTO de TARIFA AÉREA com a QATAR AIRWAYS:
     
    Período: Classe N Classe S Classe V Classe L Classe M
    01/03/19 a 31/12/19 sem supl. 113,00 € 243,00 € 394,00 € 566,00 €
     
     

    TAXAS de AVIAÇÃO com a QATAR AIRWAYS = 357,00 € por pessoa (valor a reconfirmar no dia de emissão dos bilhetes)
     
    Preço final por pessoa = Preço do quadro de acordo + Suplemento de Tarifa Aérea (se existir) + Taxas de Aviação (a reconfirmar na altura da emissão dos Bilhetes

    Outras Informações

    O que está incluído:
    - Passagens aéreas mencionadas em classe económica
    - Transferes e visitas mencionadas
    - Estadia no Nepal no hotel mencionado ou similar em regime de alojamento e pequeno-almoço
    - Estadia no Butão nos hotéis mencionados ou similares em regime de pensão completa
    - Guias locais a falar inglês
    - Visto de entrada no Butão (consultar)
    - Seguro de viagem  
     
    O que não está incluído:

    - Taxas aviação (a reconfirmar na altura de emissão dos bilhetes)
    - Bebidas durante as refeições incluídas
    - Extras e actividades de carácter pessoal.
    - Outros serviços não mencionados acima
     

    Seguro de viagem:
    - Todas as viagens organizadas pela 4x4 Viagens, estão cobertas por um seguro de viagem.
    - Existem três tipos de seguro: o MULTIVIAGENS (incluído no preço), o MULTIVIAGENS VIP e o MULTIVIAGENS ALL IN.
    - As condições gerais de cada seguro poderão ser consultadas no final da página do nosso site.
     
    Passaporte, Vistos e Vacinas:
    - Passaporte com validade mínima de 6 meses e 1 folha livre para o visto.
    - Todos os cidadãos de nacionalidade portuguesa e em visita ao Nepal, terão de pedir uma autorização de entrada no país via internet; é necessário preencher um formulário de autorização na página web www.online.nepalimmigration.gov.np. Deverá em simultâneo ter uma fotografia em formato digital tipo passe para fazer o upload no site no acto do preenchimento do formulário. É igualmente exigido que, após a autorização, se imprima o documento final para apresentar como prova à entrada do país. A autorização terá ser solicitada entre os 15 e os 2 dias anteriores à chegada ao Nepal. O custo do visto é de 25 USD, pago localmente à entrada no país.
    - Visto de entrada no Butão incluído (consultar)
    - Não são obrigatórias vacinas
     

    Condições especiais de cancelamento:
    Consultar as condições gerais e FIN (Ficha Informativa Normalizada)
    (ver na página principal do site)
    Partilha esta viagem

    Caso necessite de mais informações, preencha o seguinte formulário

    A sua mensagem será encaminhada para os responsáveis e processada com a maior das brevidades. Obrigado
    ERRO
    Enviar