Filtros

Continente

País

    644 - GANA, TOGO E BENIM FESTIVAIS e TRADIÇÕES

    Tipo: Circuito
    Inicia em: Lomé
    Duração: 13 dias
    Termina em: Acra
    Cidades: Lomé, Agbodrafo, Ouidah, Dassa, Natitingou, Sokode, Kpalime, Krobo, Koforidua, Kumasi, Anomabu, Accra

    Itinerário

    Circuito Regular | 21 refeições incluídas
     
    ITINERÁRIO (Resumo):
    1º dia – 
    Portugal / Lomé (Togo) (avião) 
    2º dia – Lomé (Togo) / Agbodrafo (Togo) (100 km – 3 h em percurso terrestre)
    3º dia – Agbodrafo (Togo) / Ouidah (Benim) (70 km – 2 h em percurso terrestre)
    4º dia – Ouidah (Benim) / Dassa (Benim) (250 km – 5 h em percurso terrestre)
    5º dia – Dassa (Benim) / Natitingou (Benim) (350 km – 8 h em percurso terrestre)
    6º dia – Natitingou (Benim) / Sokode (Togo) (180 km – 4 h em percurso terrestre)
    7º dia – Sokode (Togo) / Kpalime (Togo) (290 km – 5 h em percurso terrestre)
    8º dia – Kpalime (Togo) / Krobo (Togo) / Koforidua (Gana) (220 km – 5 h em percurso terrestre)
    9º dia – Koforidua (Gana) / Kumasi (Gana) (200 km – 5 h em percurso terrestre)
    10º dia – Kumasi (Gana)
    11º dia – Kumasi (Gana) / Anomabu (Gana) (250 km – 4 h em percurso terrestre)
    12º dia – Anomabu (Gana) / Accra (Gana) (180 km – 3 h em percurso terrestre) / Portugal (avião)
    13º dia – Chegada a Portugal
     
    Legenda (P, A, J)
    P = Pequeno-almoço A = Almoço J = Jantar 

    1º dia – PORTUGAL  LOMÉ (Togo) (-, -, -)
    Embarque para Lomé. Chegada e transfer para o Hotel Onomo. Alojamento.

    2º dia – LOMÉ (Togo) / AGBODRAFO (Togo) (100 km – 3 h em percurso terrestre​) (P, A, J)
    Lomé, a vibrante capital do Togo, a única cidade de África que foi colónia dos alemães, dos britânicos e dos franceses. É também uma das poucas capitais do mundo que fazem fronteira com outro país. Estes elementos levaram ao desenvolvimento de uma identidade única refletida no estilo de vida dos seus habitantes e na arquitetura da cidade. Lomé é de facto um ponto de cruzamento para pessoas, comércio e culturas, uma cidade cosmopolita em tamanho pequeno. Visita ao mercado central com a sua famosa “Nana Benz”, mulheres que controlam o mercado dispendioso da roupa, e vendem tecidos vindos da Europa; aos edifícios coloniais no bairro administrativo onde as marcas do tempo colonial ainda estão muito presentes, e ainda um mercado peculiar onde podemos encontrar uma variedade de ingredientes necessários para poções de amor e misturas mágicas. Numa remota aldeia, assistimos a uma cerimónia de Voodoo. O ritmo frenético dos tambores, as danças dos seus intervenientes e os cânticos, permitem-lhes invocar os espíritos. Os seus intervenientes entram normalmente em transe: olhos revirados, convulsões e insensibilidade ao fogo ou à dor. Almoço e jantar incluído em restaurante local, tipo picnic ou no hotel. Alojamento no Hotel du Lac .

    3º dia – AGBODRAFO (Togo) / OUIDAH (Benim) (70 km – 2 h em percurso terrestre(P, A, J)
    Pequeno-almoço. Saída em direção à fronteira com o Benim. Formalidades fronteiriças e saída por estrada em direção a Ouidah, conquistada pelo exército de Dahomey durante o séc. 18 e tornou-se um dos maiores pontos de troca de escravos. Hoje a cidade apresenta uma arquitetura afro-portuguesa. A atitude descontraída dos moradores mistura-se harmoniosamente com o som das ondas distantes e o ritmo dos tambores. A pé, visitamos o Templo de Python e o Forte Português, agora um museu sobre a história de Ouidah e o comércio de escravos. Terminamos a excursão na cidade seguindo a “estrada do escravo” até à praia, de onde os escravos embarcavam. Almoço e jantar incluído em restaurante local, tipo picnic ou no hotel. Alojamento no Hotel Casa del Papa.

    4º dia – OUIDAH (Benim) / DASSA (Benim) (250 km – 5 h em percurso terrestre​) (P, A, J)
    Pequeno-almoço. De manhã, atravessamos em barco o Lago Nokwe até Ganvie, a maior e mais bonita aldeia Africana, construída em paus. Tem aproximadamente 25.000 habitantes que pertencem aos Tofinou; um grupo étnico que constrói as suas próprias casas, compostas por paus de madeira. Pescar é a atividade principal deste povo, que utiliza canoas como forma de deslocação, para pescarem e para levarem os seus filhos à escola. Continuamos em direção a Abomey para visita ao Palácio Real, cujas paredes estão decoradas com símbolos do antigo reino de Dahomey. No interior do Palácio existe atualmente um Museu e um Templo construído em junção de ouro, sangue humano e argila. O reino de Dahomey manteve durante muito tempo um estado de Guerra, para que todos os prisioneiros que capturassem, pudessem vendê-los como escravos. O exército real, também era composto por uma tropa feminina, conhecida pelas suas cabeças rapadas e o seu espírito agressivo de luta. Possibilidade de uma demonstração de uma dança de máscaras Egun (a reconfirmar localmente a possibilidade). Almoço incluído em restaurante local, picnic ou no hotel. Alojamento no Hotel Jeko.

    5º dia – DASSA (Benim) / NATITINGOU (Benim) (350 km – 8 h em percurso terrestre​) (P, A, J)
    Pequeno-almoço. Seguimos em direção a Nattingou. Passamos em Dankoli, um importante lugar de culto Voodoo. No início da tarde, seguimos em descoberta das aldeias de Taneka. As aldeias são constituídas por casas redondas cobertas com um telhado cónico protegido no topo por uma espécie de panela de terracota. A parte superior da aldeia é habitada pelos jovens iniciados e pelos sacerdotes “feiticeiros”. Este grupo étnico tem vivido num local arqueológico durante séculos, na verdade os seus primeiros habitantes (das origens de Kabye) moveram-se da montanha durante o século IX. À medida que passeamos pelas aldeias, poderemos também encontrar homens meios nus. O povo Taneka acredita que, para "se tornar" um homem, é necessário combinar tempo, paciência e muito sangue de animais sacrificados. Na verdade, para eles é um processo vitalício no sentido de que a própria vida se torna um ritual de passagem. Como consequência, a vida não deve ser considerada condicionada por um "antes" e um "depois", mas sim como seguir um caminho contínuo. Almoço e jantar no restaurante local, picnic ou no hotel. Alojamento no Hotel Tata Somba.

    6º dia – NATITINGOU (Benim) / SOKODE (Togo) (180 km – 4 h em percurso terrestre(P, A, J)
    Pequeno-almoço. Saída em direção a Sokode. Paramos nas terras de Somba e Tamberma, que também vivem em casas fortificadas. As entradas das casas, fortificadas, em forma de castelos medievais, são um dos exemplos de arquitetura mais antiga em África. As casas são construídas à mão, peça a peça. Uma mistura sensual, cuidadosa e bonita é o que podemos observar aqui. Com permissão dos locais entramos nas suas casas, para melhor entender a sua forma de viver. Por motivos de autodefesa, durante séculos este povo refugiou-se no coração do Atakoras, uma terra tão difícil de alcançar que poderiam fugir de qualquer ataque, especialmente de traficantes de escravos. Chegada à fronteira de Bokumbe/Nasdoba, formalidades fronteiriças e continuação para Sokode. Ao final da tarde, assistimos a uma dança do fogo. Almoço e jantar no restaurante local, picnic ou no hotel. Alojamento no Hotel Central.

    7º dia – SOKODE (Togo) / KPALIME (Togo) (290 km – 5 h em percurso terrestre​) (P, A, J)
    Pequeno-almoço. Saída em direção a Kloto. Paramos pelo caminho em Atakpame, uma cidade típica africana construída em colinas, onde todos os produtos provenientes das florestas próximas podem ser encontrados. Através do seu trabalho especializado em pequenos teares de tecelagem, os homens da região produzem o tecido colorido e brilhante conhecido como "Kente". De Atakpame passamos para as florestas tropicais que cercam Kpalime, uma cidade com um rico passado colonial que agora é um importante centro comercial. À noite, caminhe pela floresta para descobrir o misterioso mundo da floresta na escuridão e assim conhecer a majestosidade das árvores tropicais, dos sons dos tambores e os ecos dos animais selvagens. Sob a orientação de um entomologista local, aprenderemos sobre todos os tipos de borboletas e insetos que poderemos encontrar nesta zona. Almoço e jantar no restaurante local, picnic ou no hotel. Alojamento no Hotel Gess.

    8º dia – KPALIME (Togo) / KROBO (Gana) / KOFORIDUA (Gana) (220 km – 5 h em percurso terrestre​) (P, A, J)
    Pequeno-almoço. Partida para a fronteira. Chegada, formalidades fronteiriças e saída em direção à região Volta. A área de Krobo é famosa em todo o mundo pelas suas missangas. Aqui são produzidos milhares delas que são utilizadas ​​para cultos e fins estéticos. Visita a uma fábrica especializada na sua produção e oportunidade de acompanhar o processo de produção. Os artesãos têm vindo a fazer missangas seguindo a mesma técnica tradicional, ao longo de séculos. Chegada a Koforidua a tempo de visitar o mercado Weely Beads, onde terá uma grande oportunidade para fazer compras. Almoço e jantar no restaurante local, picnic ou no hotel. Alojamento no Hotel New Capital View.

    9º dia – KOFORIDUA (Gana) / KUMASI (Gana) (200 km – 5 h em percurso terrestre​) (P, A, J)
    Pequeno-almoço. Saída em direção a Kumasi. Kumasi é a capital histórica e espiritual do antigo Reino Ashanti. O povo Ashanti foi uma das nações mais poderosas da África até o final do século XIX. O tributo pago ao Asantehene (=Rei) é a melhor prova do seu passado de esplendor e força. Com quase 1 milhão de habitantes, Kumasi é uma cidade em explosão, com um fantástico mercado central, um dos maiores em África. Todo tipo de artesanato Ashanti (artigos de couro, cerâmica, pano Kente (típico tecido desta zona)) é encontrado aqui, junto com quase todos os tipos de frutas e vegetais tropicais. Visita ao Centro Cultural Ashanti: uma rica coleção de artefactos Ashanti que se encontram no interior de uma reprodução maravilhosa de uma casa Ashanti. À tarde participamos, se possível, num funeral tradicional Ashanti. Dizemos "funeral", mas significa uma celebração "festiva": acredita-se que o falecido ainda esteja com sua família e através dessa cerimónia torna-se um antepassado. Parentes e amigos reúnem-se e celebram em memória da pessoa falecida. O chefe chega, acompanhado pela sua corte sob a sombra de guarda-chuvas grandes, enquanto os tambores dão ritmo para os dançarinos exporem os seus movimentos, altamente simbólicos. Almoço e jantar no restaurante local, picnic ou no hotel. Alojamento no Hotel Miklin.

    10º dia – KUMASI (Gana(P, A, J)
    Pequeno-almoço. De manhã, continuação da visita em Kumasi. Visitamos o Palácio Real, que alberga uma coleção especial de joias de ouro, usadas pela corte de Ashanti. Se estiver a decorrer, participação no Fetsival Akwasidae, de danças de máscaras. Almoço e jantar no restaurante local, picnic ou no hotel. Alojamento no Hotel Milkin.

    11º dia – KUMASI (Gana) / ANOMABU (Gana) (250 km – 4 h em percurso terrestre) (P, A, J)
    Pequeno-almoço. Visita ao Castelo de Elmina, o edifício “europeu” mais antigo em África. Este castelo veio a sofrer muitas restruturações, já tido sendo usado como armazém de ouro, marfim e/ ou escravos. É na atualidade, reconhecido como património da UNESCO. À volta de castelo, temos uma vila de Pescadores. As ruas e vielas de Elmina são muito movimentadas e fazem-nos lembrar dos tempos em que esta foi uma importante e turbilhante cidade colonial. Almoço e jantar no restaurante local, picnic ou no hotel. Alojamento no Anomabu Beach Resort.

    12º dia – ANOMABU (Gana) / ACCRA (Gana) (180 km – 3 h em percurso terrestre) PORTUGAL (P, A, -)
    Pequeno-almoço. Accra, a capital do Gana, manteve a sua identidade apesar do desenvolvimento acelerado atualmente em curso nesta intrigante cidade Africana. A luxuosa área administrativa, composta por elegantes vilas construídas durante a primeira metade do século XIX, lembra-nos que Gana foi uma das mais fortes colónias britânicas da África Ocidental. O programa inclui uma visita ao Museu Nacional, uma das primeiras obras do Gana independente - a ideia que inspira o Museu é relacionar a arte do Gana ao resto do continente e provar a existência de uma história africana como parte da história geral da humanidade. Exploramos o antigo bairro de James Town, habitado pela população local, conhecidos como os Ga. A visita continua com a realização de um workshop onde se especializam na construção de caixinhas de fantasia. Estas especiais caixas artesanais podem apresentar qualquer forma: frutas, animais, peixes, carros, aviões. Estas extravagantes caixas manufaturadas são agora recolhidas para serem vendidas em todo o mundo e expostas em museus. À noite, transfer para o aeroporto. Formalidades de embarque e partida no voo para Portugal.

    13º dia – CHEGADA a PORTUGAL 
     
    Legenda (P, A, J)
    P = Pequeno-almoço A = Almoço J = Jantar

     
    Fim dos nossos serviços.

    Datas, Preços, Suplementos

    DATAS de PARTIDA em 2019:
    MARÇO: 01
    ABRIL: 12
    JULHO: 05
    AGOSTO: 16
    SETEMBRO: 27
    NOVEMBRO: 08
    DEZEMBRO: 27 
     
    Preço por pessoa segundo ocupação no quarto (mínimo de 2 participantes):
     
    HOTÉIS PREVISTOS ou SIMILARES: 
    LOMÉ (Togo) – Hotel Onomo
    AGBODRAFO (Togo) – Hotel du Lac
    OUIDAH (Benim) – Hotel Casa del Papa
    DASSA (Benim) – Hotel Jeko
    NATITINGOU (Benim) – Hotel Tata Somba
    SOKODE (Togo) – Hotel Central
    KLOTO (Togo) – Albergue JP Nectar
    KOFORIDUA (Gana) – Hotel New Capital View
    KUMASI (Gana) – Hotel Miklin
    ANOMABU (Gana) – Anumabu Beach Resort
     
    PERÍODO DUPLO SINGLE
    01/03/2019 a 08/11/2019 3.205,00 € 3.730,00 €
    27/12/2019 3 300,00 € 3 830,00 €
     
     
    Nota: Este programa foi calculado com base numa tarifa aérea acordada com a companhia aérea TAP PORTUGAL. Caso não haja disponibilidade de lugares nessa tarifa, ofereceremos uma alternativa no escalão tarifário seguinte, mediante suplemento. A classe de reserva que serve de base ao programa é a classe “O”.
     

    Suplemento de tarifa aérea com a TAP PORTUGAL:
     
    Período: Classe O Classe T Classe E Classe U Classe L Classe K
    06/03/19 a 13/11/19 Sem supl. 66,00 € 148,00 € 228,00 € 308,00 € 386,00 €
     
     
    Taxas de aviação = 447,00 € por pessoa (valor a reconfirmar na data de emissão dos bilhetes)
     
    Preço final por pessoa = Preço do quadro de acordo com a opção escolhida + Suplemento de Tarifa Aérea (se existir) + Taxas de Aviação (a reconfirmar na altura da emissão dos Bilhetes)

    Outras Informações

    Nota informativa: A presente informação, não sendo vinculativa, funciona como um alerta para as condições que encontrará nos países africanos. É nosso dever, informar os nossos clientes face à possibilidade de encontrarem condições adversas, em termos logísticos e ao nível das infraestruturas. Entre os aspetos mais sensíveis, destacamos os transportes e o alojamento, sendo o primeiro, o que nos desperta mais atenção, tendo em conta que os meios de transporte não são, de todo, equiparáveis, em termos de conforto e fiabilidade, ao padrão europeu; o segundo aspeto – alojamento -, apesar de muitos destes países apresentarem uma forte tradição turística, ainda não se “converteram” a esta indústria, pelo que a probabilidade de encontrar unidades de alojamento básicas e um serviço abaixo dos padrões estabelecidos, é elevada. Não poderíamos, também, deixar de fazer referência aos trâmites transfronteiriços, caracterizados, muitas das vezes, por um processo lento, ao qual estão associadas tentativas de obtenção de dinheiro. Por fim, relembrar que todos os clientes são responsáveis pelos seus objetos pessoais. É fulcral ir com a consciência de que estamos perante uma nova cultura, com raízes e tradições vincadas, para que possa desfrutar ao máximo da experiência.

    O preço inclui:
    - Passagem aérea em classe económica
    - Transferes aeroporto / hotel / aeroporto
    - Circuito regular (em conjunto com outros participantes)
    - Transporte em Minibus / Microbus / Jipe 4x4
    - Guia local em Inglês, Francês, Alemão, Italiano ou Espanhol, de acordo com a nacionalidade dos participantes
    - Visitas e entradas de acordo com o programa
    - Alojamento em quartos standard
    - 21 refeições incluídas de acordo com o descrito no programa
    - Água mineral disponível nos transportes e durante as visitas
    - Todas as taxas de serviço
    - Seguro de viagem


    O preço não inclui:
    - Taxas de aviação (a informar depois de cálculo)
    - Vistos / Visas
    - Visitas ou refeições não mencionadas no programa
    - Água mineral e/ou outras bebidas às refeições
    - Gorjetas
    - Extras ou atividades de carácter pessoal
    - Serviços não mencionados


    Seguro de viagem:
    - Todas as viagens organizadas pela 4x4 Viagens, estão cobertas por um seguro de viagem.
    - 
    Existem três tipos de seguro: o MULTIVIAGENS (incluído no preço), o MULTIVIAGENS VIP e o MULTIVIAGENS ALL IN.
    - As condições gerais de cada seguro poderão ser consultadas no final da página do nosso site.

    Passaporte, Vistos e Vacinas:
    - Passaporte com validade mínima de 6 meses.
    - É necessário visto de entrada no Gana (1 entrada), Togo (2 entradas) e Benim (1 entrada) para cidadãos Portugueses (Consultar)
    - Obrigatória a vacina contra a febre amarela
    - Recomendada a profilaxia anti malária
    - Para outras vacinas recomendadas, aconselhamos a "consulta do viajante". www.sns.gov.pt/sns-saude-mais/saude-em-viagem/ 


    Condições especiais de cancelamento:
    Consultar as condições gerais (ver no final da página).

    NOTAS IMPORTANTES:
    - Itinerário sujeito a alterações devido a condições Meteorológicas, podendo o itinerário sofrer alterações.
    - Cada participante poderá levar 20 Kg de bagagem em malas (tipo sacos), não sendo permitidas malas rígidas.
    - As passagens de fronteira poderão ser morosas, pelo que se apela à paciência dos participantes.
    Partilha esta viagem

    Caso necessite de mais informações, preencha o seguinte formulário

    A sua mensagem será encaminhada para os responsáveis e processada com a maior das brevidades. Obrigado
    ERRO
    Enviar